Segurança Pública grita por solução

Jul 31 2018
(0) Comentários
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus

O Sistema Único de Segurança Pública (SUSP), criado há pouco no Brasil, é muito interessante. O que não é nada interessante é esse sistema não contar com um fundo de recursos. O Brasil precisa unificar estados, municípios e governo federal – com verbas da União – para conseguir ter inteligência, luta e combate ao crime organizado.

Não plantamos coca. Ela entra pelas nossas fronteiras, juntamente com armamentos, e isso inferniza a vida de todos nós.

Investimentos

O País tem de fazer estes investimentos: criar uma polícia de fronteira e aumentar o efetivo da Polícia Rodoviária Federal. Precisamos que os milhares de quilômetros do nosso território sejam guardados, evitando a entrada de drogas ou armas e a saída de veículos, que aqui são roubados.

É importante intensificar a presença das nossas Forças Armadas nessas áreas. Com o SUSP será possível incrementar o dinheiro para que os estados e municípios consigam remunerar, contratar policiais militares, civis e guardas municipais, além de utilizar-se de tecnologias.

Também urgente é a necessidade de resolver a questão do sistema prisional. Uma das razões do aumento da criminalidade é a ausência de cadeia.

Penitenciárias

Muitas vezes, não há local para deixar o delinquente preso. Ora, se queremos segurança, temos de juntar o trabalho de todas as esferas públicas e, ainda, investir em penitenciárias.

Um sistema prisional que ressocialize, com funcionários capacitados, recursos e muitas vagas à disposição deve ajudar na solução. Porque o lugar do ladrão, do assassino, do criminoso é na cadeia, pagando pelo que fez.  O brasileiro não pode mais continuar com essa sensação de impunidade, que alimenta o crime e a violência – dentro de casa e fora dela.

Beto Albuquerque

Foto: Carla Santos 

Posts Relacionados