Perseguir resultados

Oct 07 2016
(0) Comentários
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus

Integrante da delegação da Alemanha na Olimpíada realizada no Rio de Janeiro em agosto deste ano, o técnico de canoagem Stefan Henze, não foi vítima de um ataque terrorista como se temia antes do início dos jogos. Foi mais uma estatística da violência no trânsito que atinge 45 mil pessoas todos os anos e coloca nosso país com um dos quatro que mais matam nas cidades e rodovias. Lamentavelmente o téccnico de canoagem morreu após sofrer acidente de carro na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio. A tragídia foi causada pela imprudência do motorista do taxi onde estava Henze. O taxista deve ser indiciado por homicídio culposo.

Já em relação à Paralimpíada, conforme noticiou o jornal Folha de São Paulo, praticamente um em cada cinco atletas da equipe brasileira tem deficiência causada por acidente de automóvel. Reduzir o número de mortes e lesões no trânsito é um problema que interessa a toda a sociedade. O acidente no trA?nsito pode ser evitado, uma vez que 90% deles sA?o causados pelo fator humano. E as consequA?ncias sA?o danosas nA?o apenas em termos emocionais e de sofrimento Ai??s famAi??lias dessas vAi??timas, mas tambAi??m do ponto de vista do atendimento hospitalar e econA?mico, jA? que 60% dos leitos destinados a traumatizados no paAi??s sA?o ocupados por vAi??timas de acidentes, com um custo de cerca de R$ 52 bilhAi??es ao Estado brasileiro. Deles emerge, ainda, um nA?mero significativo de pessoas que adquirem sequelas permanentes. SA?o, em boa parte, jovens em idade economicamente ativa, gerando perda de forAi??a de trabalho ao paAi??s.

Apresentamos um Projeto de Lei, que jA? foi aprovado na CA?mara e tramita no Senado, com objetivo reduzir Ai?? metade, no prazo de dez anos, o Ai??ndice nacional de mortos em acidentes de trA?nsito no PaAi??s. Para atingir este objetivo, o projeto determina que as polAi??ticas pA?blicas do Sistema Nacional de TrA?nsito (SNT) sobre seguranAi??a deverA?o voltar-se prioritariamente ao cumprimento de metas anuais de reduAi??A?o de mortes por grupo de veAi??culos e por grupo de habitantes, ambos apurados por estado. O Plano Nacional de ReduAi??A?o de Mortes e LesAi??es no TrA?nsito (Pnatrans) deverA? ser elaborado em conjunto pelos A?rgA?os de SaA?de, TrA?nsito, Transportes e JustiAi??a.

O estabelecimento de metas pelo Conselho Nacional de TrA?nsito Ai?? fundamental para traAi??ar um diagnA?stico dos acidentes, a partir de estatAi??sticas confiA?veis, para permitir uma maior integraAi??A?o entre os A?rgA?os de seguranAi??a que atuam no trA?nsito. Ai?? preciso reduzir de maneira urgente e obstinada os alarmantes Ai??ndices de mortes nas ruas e estradas brasileiras. Afinal, vivemos um momento polAi??tico e econA?mico onde Ai?? necessA?rio perseguir resultados que poupem vidas e desafoguem o sistema de saA?de e atAi?? a previdA?ncia social com a invalidez de pessoas vAi??timas do trA?nsito.

A principal finalidade da proposta Ai?? conscientizar o cidadA?o de sua responsabilidade no trA?nsito, valorizando aAi??Ai??es do cotidiano, o planejamento, a fiscalizaAi??A?o e a educaAi??A?o para responder a esta pergunta: quantas mortes estamos ainda dispostos a tolerar no trA?nsito brasileiro?

Posts Relacionados